| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

SOM DA VIDA - Região Serrana / RJ
Desde: 16/08/2003      Publicadas: 50      Atualização: 18/11/2004

Capa |  ARQUEOLOGIA BÍBLICA  |  ARTIGOS  |  CLASSIFICADOS  |  CURIOSIDADES  |  Desenvolvimento Pessoal  |  EMPREGOS  |  Endereços e Telefones Úteis  |  ESTUDOS  |  EVENTOS  |  IGREJAS  |  IMÓVEIS  |  Mensagens Subliminares  |  NOSSA GENTE  |  PLANETA GOSPEL  |  Projeto Déboras  |  Religião - Mundo  |  SOM DA VIDA  |  TESTEMUNHOS  |  TURISMO NA SERRA  |  UTILIDADE PÚBLICA  |  VISITAÇÃO


 ARTIGOS

  01/04/2004
  0 comentário(s)


Filme : A PAIXÃO DE CRISTO

Relato da repercussão do filme que um cristão que
mora nos Eua fez.

Filme : A PAIXÃO DE CRISTOQueridos em Cristo,

Eu só estou escrevendo para vocês porque só esta semana que eu fui cair na real que ai no Brasil vocês não estão sabendo de NADA do filme "A PAIXAO DE CRISTO" do Mel Gibson, né? Agente tem seguido a produção e as estórias todas desde que começaram as filmagens há um ano atrás. O Mr. Gibson fala que Deus tem incomodado ele a fazer este filme já faz dez anos. Era como se fosse uma missão. Pra começar a estória, ele resolveu que iria fazer um filme sobre as ultimas doze horas antes da crucificação de Cristo. Também que produziria o filme todo em "Latim e Aramaico", sem legendas, numa pequena cidade na Itália que parece muito com Jerusalém! Na verdade, faz só dois meses que ele cedeu a atormentação das grandes empresas de se colocar legendas no filme!

Uma vez que nenhuma empresa distribuidora gostou da idéia do filme, muito provavelmente por acharem um fracasso de bilheteria em
potencial, (você sabe, legendas aqui nos EUA são praticamente inúteis e fora de contexto, extrema violência, sem nenhuma grande estrela do cinema...) ele investiu aproximadamente $25.000.000.00 do bolso dele para o filme ser realizado. Ele é o diretor e produtor, mas não atua na frente das telas da "película".

Um cristão pentecostal chegou para o ator cristão Italo-Americano James Caviziel e disse pra ele que brevemente o Mel Gibson iria
chamá-lo pra representar Jesus num filme. Mesmo que um pouco incrédulo, ele recebe meses depois um convite para uma certa reunião
com o Gibson. James Caviziel entra na sala dizendo para ele: "Você quer que eu faca o papel de Jesus no seu filme, né?"
Bem pra começar a estória, o cara tem 33 anos, e de só uma olhada nas iniciais do nome do homem...

Vários milagres começaram a ocorrer no set de filmagem. Cego que começou a ver, conversões, choros e etc. O próprio ator Caviziel foi
atingido por raios, duas vezes durantes as filmagens. O cabelo dele estava todo chamuscado e tinha ate mudado de cor. Ele ficou tão
assustado com os raios, que o Mel Gibson disse que depois da segunda vez que aconteceu, o cara literalmente foi levado pro carro pra
sossegar, e não parava de encolher os ombros olhando pra cima receoso como que com medo de um terceiro raio atingi-lo!

O Leandro me disse hoje que assistiu os "making-off" (seja lá como isso é chamado) do filme ontem a noite. Você sabe aquelas cenas por
trás das câmera e etc... Ele conta que enquanto as filmagens estava sendo feitas naquela pequenina cidade da velha Itália, o povo nativo ia ao redor acompanhando a cenas e orando e intercedendo. Ele falou que dava pra ver uma mulher em particular com os olhos fechados, as duas mãos para cima e gritando muito! Oh! Unção puuuraaa!!!! Cada cena foi literalmente e verdadeiramente ungida, não?

A partir dai então, as igrejas dos EUA começaram a se despertar para a produção deste filme, porque Gibson visitou inúmeros religiosos
antes e durante a sua realização, a saber, pastores, bispos, os grandes lá do Vaticano, Teólogos, Phd's, historiadores e outros entendidos, e
além da consulta, ia mostrando pra eles o filme mesmo sem estar pronto. Ele queria ter apoio dos religiosos na fidelidade aos evangelhos e também nas cenas que ele embutiu no filme que não estão escritas na Bíblia Sagrada, mas que se dão abertura pra imaginação, sem ferir o contexto geral. Ninguém que se sabe, foi contra estas inserções pessoais de Gibson.

Ate o Papa viu, e mesmo sem querer se pronunciar formalmente, disse ao repórter que isto era simplesmente a historia. Que na verdade, não deixa de já ser uma forma de apoio, uma vez que não descordou.

O filme aqui nos EUA, e considerado Rated R (Censura máxima) devido ao seu conteúdo violento. Na verdade Mel Gibson e conhecido por retratar violência em seus filmes da forma mais realista possível sem ser abusivo.
Haja visto Coração Valente e outros. Mas este filme esta sendo agora considerado o mais sangrento de todos da nossa época! Ontem mesmo, eu li um artigo na revista Times cujo titulo era "Why it's só bloody" ("Porque é tão sangrento" )O articulista David Van Biema, mesmo embora não defenda o filme, disse que se voltarmos na estória do regime Romano, e da forma como tratavam os perseguidos, era tão drástica quanto o filme retrata. Inclusive os instrumentos de castigo e surra que eles usavam na época, parecem ter sido profundamente pesquisados por Gibson. Ele diz que quando os Romanos queriam judiar de alguém não era coisinha pouca. Os evangelhos relatam com poucas palavras que “... então Pilatos mandou tomar a Jesus e chicoteá-lo" diz Gibson citando João. O costume da época mandava serem 39 chibatadas (40, acreditavam ser potencialmente fatal). Pelo fato de Jesus ter demorado tanto pra ser crucificado, jogado de um reinado para o outro porque nenhum maioral achava nada para condená-lo, só tornou o abuso físico ainda maior.

Após o término do filme, Mel Gibson deu sua primeira entrevista para o canal ABC de Televisão há algumas semanas atrás. Eu e minha
esposa terminamos de assistir a entrevista aos prantos de pensar como e que Deus faz as coisas. Gibson falou que foi o "Holy Ghost" (Espírito Santo) que encabeçou a produção: "Eu só estava dirigindo o transito".
O cara contou naquela noite para milhares de expectadores curiosos, o quanto ele era viciado em tudo o que se possa imaginar ate um ano e meio atrás, e que só teve sua vida miraculosamente mudada quando ajoelhou e orou a Deus da sua infância!
Lembrei-me ate que em uma declaração dele para uma revista. Ele disse que anos atrás estava na janela de sua casa pensando em algum motivo para não pular, já que nada fazia sentido, quando clamou a Deus em oração. Dentre outras coisas, revelou na entrevista, que na hora da crucificação, foi o único momento que atuou no filme, pois a mão que segura o prego prestes a perfurar a mão de Jesus na cruz, fez questão de ser a dele. "Eu sou o primeiro na lista dos culpados. Eu que fiz aquilo", diz o diretor. Nesta noite da entrevista para a ABC, a entrevistadora que e muito inteligente, mais ou menos no estilo da Marilia Gabriella, extremamente incomodada e comovida ao mesmo tempo, perguntou pra ele no final: "Ok, Mr. Gibson, depois de tanta controvérsia da parte dos judeus, depois de tantos manifestos contra o seu filme falando que você e "anti-semitist", depois de tanto falarem que você esta acusando os judeus de terem matado Jesus, eu te pergunto: Mel Gibson, quem e que matou Jesus?" Ele não demorou muito pra responder: "O fato e que quem matou Jesus foi eu e você. Fomos todos nos!..." A entrevista acabou ai.
Vejam só, Ele, Mel Gibson, um dos atores, diretores, produtores mais conceituados do mundo, o diretor dos blockbusters "CORAÇÃO VALENTE", "O PATRIOTA", o ator principal de "MÁQUINA MORTIFERA 1,2 & 3" além de "PAY BACK", "WHAT WOMEN WANT?" e outros que eu não sei como os títulos estão em Português, estava lá sentado naquela cadeira, na frente de zilhões de tele-expectadores, falando do amor de Jesus na cruz por cada um de nos!?!
Se a mesma oportunidade fosse dada ao Billy Graham, bem possivelmente não teria causado o mesmo impacto na sociedade. Deus, ou faz as pedras clamarem, ou transforma elas em ovelhas. De qualquer forma, a palavra vai ser agora mais uma vez divulgada nos quatro cantos da terra.

As rádios de alcance nacional já haviam começado a divulgar o trabalho do Mr. Gibson, através de levantar e despertar as igrejas a comprar ingressos antecipados de tal forma que essa fosse a mais impressionante abertura de um filme na historia. E foi mesmo, porque apesar de seu lançamento nesta quarta feira passada ter emparelhado o "Senhor dos Anéis", e outros dois grandes filmes, "A PAIXAO DO CRISTO", foi o único que não foi lançado no verão, perto de algum grande feriado e numa Sexta-Feira como os outros. Então o filme que para Gibson no início pensou que poderia ficar na gaveta pra sempre por ser completamente fora do esquema holliwoodiano, bateu a casa dos $20.000.000 no primeiro dia! Cinemas ao redor do país que tinham 20 telas, passaram só este filme nas 20, de manhã até a noite sem parada (última sessão 11:15 PM) com todas as sessões lotadas, sendo muitas das quais, através de aquisição de ingressos antecipados. Alguns montaram até salas de oração para depois de cada sessão a pessoa ter acesso a um lugar para orar, aconselhar, evangelizar ou qualquer coisa parecida!
Teve uma cidade que todos foram para o cinema andando e carregando uma pequena cruz na mão, quase que em procissão para ver o filme.

Com muito pesar, houve um cinema que uma mulher teve ataque de coração na hora da crucificação e tiveram que parar o filme 10 minutos para dar atendimento médico a ela. Deve ter sido na hora do "Hoje mesmo estarás comigo no paraíso", porque horas depois no hospital ela foi pra lá mesmo! Pelo menos assim espero.
Nós, eu a esposa, obviamente estávamos la na primeira sessão nesta última Quarta dia 22 de fevereiro de 2004. Data histórica pode crer.
Nunca tínhamos visto um cinema tão lotado numa quarta feira a 1:00 da tarde. Mas, viemos a saber que não foi diferente de nenhuma outra sessão naquele dia.
Se você for "desarmado" emocionalmente, aberto pra receber, é melhor levar uma toalha, uma fralda ou qualquer coisa pra limpar a choradeira.
Só sei que saímos do cinema mudos de tudo. Parecia não haver comentário algum que se encaixasse na profundidade do momento. Qualquer palavra soaria fraca, inadequada e fruto de um espírito afoito pra se dizer qualquer coisa só por dizer, enfraquecendo o impacto daquilo que havíamos visto e ouvido.
Preferimos nos silenciar até o carro, e lá orarmos pra Jesus perdoar o nosso coração conformado com palavras que saem da nossa boca freqüentemente nas orações públicas, que eventualmente perdem a forca e o sentido por falta de relacionamento extenso e íntimo com Ele.
Seu sangue que foi vertido por nos... toma um outro sentido no nosso coração agora.
Pelas suas PISADURAS fomos sarados... "mas Ele não foi só chicoteado com uma correiazinha uma meia dúzias de vezes e depois crucificado, não?" NEle foi colocado uma coroa de espinhos... Oh! Soa ate meio Shakesperiano, se você não pensar o quão difícil que e encaixar no mínimo trinta espinhos de 2 polegadas na cabeça de alguém de uma vez só.
O corpo partido, moído... Não dava a impressão que o triturar do pão pelos nossos dentes, na verdade doeriam ate um pouquinho mais? Ou como eu já ouvi alguém pregando: "A diferença da morte de Jesus foi só porque Ele carregou sobre si os nossos pecados, porque houveram outros mártires que sofreram até mais..." hoje eu já duvido muito disto se eu pensar direito no contexto todo.
Um dos comentários que ouvi na TV de uma senhora irritada quando saiu do "Preview" do filme, foi de que Mel Gibson tinha exagerado demais na violência, porque ninguém agüentaria tamanha surra. Estas palavras vinda de um coração tão inconformado como insensato, me fez parar pra pensar que pelo fato dele ter sido carpinteiro sem as comodidades das nossas mirabolante ferramentas de hoje, Jesus não era tão franzino como eu via retratado nas revistinhas de escola dominical. As madeiras eram nobres e duras de se trabalhar. O corte da madeira, o lixar, o talhar, o polir eram todos trabalhos manuais que exigiam um bom estado físico. Como homem, pessoalmente creio que este é um dos motivos pelo qual agüentou o sofrimento físico mais do que eu agüentaria. Eu acho que psicológica e inconscientemente, eu escolheria desmaiar por exemplo, afim de dar um término ao menos parcial no sofrimento físico. Ele, o nosso Jesus, o Cristo, sabia do "pra que e do porque" estava ali e sabia também que, ou Ele passava por isto, ou Ele chegava consciente ate ao Calvário, ou então eu, Wagner Bertolino, estaria perdido pra sempre. Decidiu então ir até o fim.
Eu acredito também que Simão só foi chamado para carregar a cruz, porque além da dor física e o cansaço, Jesus havia perdido muuuuiiiittto sangue. A coroa de espinhos só entrou na cabeça dEle depois de já ter apanhado muito. Que amor e este meu camarada? Que amor e este?
Pra fechar a estória, nesta Quarta-Feira, era só isso que passava nas televisões americanas! Todos os canais que você ligasse, era só isto! E o melhor de tudo, e que foi dada de graça a oportunidade para dezenas de cristãos ao redor do país, falarem no microfone para milhões de tele-expectadores sobre este amor, cada vez que um repórter perguntava: "O que achou do filme?"
Os caras não perdoavam: "O filme foi histórico. Foi com certeza bem próximo do que aconteceu, e Ele fez isto por causa dos nossos pecados e etc..."
"Sim, o filme foi maravilhoso por sabermos que Ele só passou por isto por causa de mim e de você, repórter!" Garota de aproximadamente 14 anos chorando e dizendo em frente as câmeras: "É tão lindo pensar e saber que Ele passou por todo este sofrimento por minha causa..." O mundo esta sendo evangelizado, e só Deus sabe onde isto vai parar!

Oremos por ele, pois ate o seu pai, a quem atribuiu muito de sua religiosidade católica, esta falando mal dele nas entrevistas. As perseguições são e serão muitas. Oremos para que ele não perca a visão de reino com o sucesso. Mesmo embora, ele nunca deixou de ter sucesso.
Oremos para que o Senhor continue a usá-lo de maneira poderosa na divulgação da mensagem de Cristo a todos aqueles que de outra forma não a ouviriam.
Até o Richard Donner, melhor amigo dele, e parceiro nas três series do filme Maquina Mortífera esta apoiando-o fortemente.
Creio fortemente que este é um prenuncio da volta dELe. Até me arrepia tudo enquanto escrevo. Segura ai que Ele esta voltando logo, logo. Tudo o que não é reino vai ficar.

Amo vocês nEle,
Wagner & Ledslane Bertolino

_________________________________________________

Obs.: Fonte - Site www.solteiroscristaos.cjb.net


  Mais notícias da seção Saiba Mais no caderno ARTIGOS
01/04/2004 - Saiba Mais - A História da Terra Santa
Da promessa ( 2126 a.C. - Deus chama Abrão para a terra de Canaã - Gn 12.1-3 ) até a Declaração Balfour, apoiando o estabelecimento de "uma pátria para os judeus. ...



Capa |  ARQUEOLOGIA BÍBLICA  |  ARTIGOS  |  CLASSIFICADOS  |  CURIOSIDADES  |  Desenvolvimento Pessoal  |  EMPREGOS  |  Endereços e Telefones Úteis  |  ESTUDOS  |  EVENTOS  |  IGREJAS  |  IMÓVEIS  |  Mensagens Subliminares  |  NOSSA GENTE  |  PLANETA GOSPEL  |  Projeto Déboras  |  Religião - Mundo  |  SOM DA VIDA  |  TESTEMUNHOS  |  TURISMO NA SERRA  |  UTILIDADE PÚBLICA  |  VISITAÇÃO
Busca em

  
50 Notícias


Religião - Mundo
 

OLHO VIVO

 

O islamismo é uma religião violenta?